27.11.12

The two girls


"The two girls - he doubted that either of them was much more than fourteen years old - who had got on in Pinewood were now in the seat in front of him. They were friends, Shadow decided, eavesdroping without meaning to, not sisters. One of them knew almost nothing about sex, but knew a lot about animals, helped out or spent a lot of time at some kind of animal shelter, while the other was not interested in animals, but, armed with a hundred tidbits gleaned from the Internet and from daytime television, thought she knew a great deal about human sexuality. Shadow listened with a horrified and amused fascination to the one who thought she was wise in the ways the world detail the precise mechanics of using Alka-Seltzer tablets to enhance oral sex."


(GAIMAN, Neil. American Gods. New York: Harpertorch. pg. 248-249)


Espera



Sento ao computador e espero o ano terminar. Espero o sol se por e a noite chegar para poupar-me os braços. Trocos os óculos e leio livros até cansar a vista. Bebo café já meio frio tarde da noite. Ouço músicas novas e antigas e as últimas sempre vencem. Compro uns packs de cerveja. Fumo alguns cigarros. Sem as cervejas eles não são as mesmas coisas. Passo os finais de semana com a minha mulher e eles parecem durar apenas alguns minutos. Escondo-me do sol e corro para o ar refrigerado do trabalho. Converso com os amigos por alguns segundos e o mês não termina. O ano se prolonga. Dezembro se esconde. Sorte o seu esconderijo silencioso e gigante não durar muito tempo.



O horizonte

O horizonte — visto da minha janela — não é um horizonte clássico realmente — e sim um céu bordeado por árvores insistentes em existir — ...